Pages

3 de dez de 2012

Resenha: Identidade Roubada





Titulo: Identidade Roubada

Autora: Chevy Stevens

Editora: Arqueiro

Nº de Páginas: 256

Ano de Lançamento: 2011







Sinopse: Era para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.


Esse é aquele tipo de livro que quando eu terminei a leitura fiquei pensando porque não li ele antes?
O livro é dividido em 26 seções de analise com uma psicóloga nas quais a Annie, uma mulher bonita, jovem, independente, corretora de imóveis conta o que passou durante um ano inteiro em uma cabana na companhia de um cara que ela chama “maníaco”.

Eu logo de cara gostei da Annie, de todos os seus lados, jeitos, humores, sentimentos. Sofri junto com ela, tudo que passou e teve que aguentar nas mãos de um doente, doido, maluco, uma pessoa complemente desequilibrada. O livro é curto, mas como o tema é forte, acabei demorando uns dias pra ler. Em algumas partes simplesmente não conseguia continuar, o aperto no peito era grande, o sofrimento por ler tudo que a personagem passou e ainda passa é muito complicado.

Eu gostei muito da escrita da autora, ela é direta, não fica com meias palavras. Um dos personagens que adorei foi o Gary ele é um policial que ajuda a Annie a desvendar tudo que aconteceu com ela, e é uma boa pessoa, tem um bom coração. Simplesmente amei um homem forte, decidido e apareceu na hora em que ela mais precisava de uma força.

“O interessante é que quase ninguém pergunta como me sinto agora... não que eu fosse dizer. Só me pergunto por que não há interesse em saber o que acontece depois... todo mundo só quer saber da história. Acho que as pessoas pensam que a coisa acaba ali.Quem me dera.”               (pág 52)

 O namorado dela (quase ex) Luke também gostei dele, mas achei uma pessoa fraca, que não conseguiu lhe dá com a situação. A melhor amiga e companheira de trabalho Christina, se mostrou uma amiga de verdade e me fez gostar dela aos poucos ajudou muito a Annie também.
Desde a primeira vez que apareceu não gostei nada da mãe da Annie, uma mulher complicada, traumatizada, meio doida, perturbada mesmo. O desfecho do livro pra mim não foi tão surpreendente já que gosto desse tipo de leitura meio que imagina o que iria acontecer, mesmo assim amei tudo.

A meu ver a autora foi feliz em todas as partes, eu super recomendo a leitura. Claro que se você não esta acostumado com coisas fortes, livros verdadeiros que te deixam sentir o que a personagem sentiu esse não é o indicado, quem tem coração mole vai sofrer muito com a Annie.

Com toda certeza ele vai pra lista de como uma das melhores leituras desse ano. Gostei tanto da escrita que vou procurar outros livros da autora.
Esse ensina muito sobre o ser humano, a força, coragem, determinação que cada pessoa tem a Annie mesmo sofrendo por tudo que passou se mostrou uma guerreira e não acabou com sua vida.

O livro é muito bom gente, tem tiver oportunidade, leia vale muito a pena.

Beijos a todos.

Fiquem bem.






12 comentários:

  1. Parece ser bem legal! Nunca li um livro desse tipo e pode ser bem interessante!!!!

    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Acho que é a segunda resenha que leio desse livro. Realmente esse tema é muito forte, deve ser uma experiência mais do que horrível...

    Pretendo lê-lo em breve.

    Boa semana e bjo!

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de livros com temática forte!!

    ResponderExcluir
  4. Eu li muitas resenhas positivas desse livro. Apesar de ter uma temática forte, eu gosto desse livro de livro, porque nos dá força de um certo modo.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi,amiga!
    Eu tinha que vir para dar meu pitaco. Desde o primeiro dia que você compartilhou sua opinião a respeito de quanto o livro é bom eu simplesmente o desejei mais que tudo. Confio muito nas suas indicações. Gosto de livros fortes que mexam com o nosso psicológico, e certamente, esse é um deles.
    Amei cada detalhe!
    Bjs!
    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  6. Uau, que sinopse, eu tenho um marcador do livro aqui em casa – se não me engano – mas nunca tinha parado para procurar a sinopse do livro. Apesar d’eu ter coração mole, já me surpreendi achando que ia derreter em lagrimas, mas os olhos nem lagrimejaram. Eu não sei quando vou poder ler o livro, mas sei que vou, um dia, eu vou, espero que seja logo, adoraria saber como terminou o sequestro da Annie

    ResponderExcluir
  7. Realmente ela foi extremamente feliz na narrativa desta história. Nisso você tem toda a razão.

    Roi muitas unhas lendo este livro. Perfeito!!

    Amei a resenha, vc é uma linda!!

    Bjkas

    Alessandra TApias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante o livro, acho que se não tivesse lido a resenha esse não séria um livro que eu leria por que me chamou a atenção, bem apesar da capa bonita ele por si só não me convenceu, mas a resenha me deixou curiosa sobre o que se acontece com Annie durante o cativeiro e como as pessoas próximas a ela lidam com isso.

    ResponderExcluir
  9. Gostei mt da tua resenha, da sinceridade que tu usou para descrever como se sentiu lendo.
    Senti uma proximidade com o livro e olha que eu nem o conhecia ainda.
    Agora quero muito lê-lo, gosto dos choques de realidade, gosto de coisas reais sem mimimi.

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro e é a primeira resenha que leio dele. Pelo que vi, você ficou bem impressionada com a história. Vou procurar saber mais e se puder, vou querer ler, sim. A indicação foi excelente.

    ResponderExcluir
  11. Desde quando eu vi esse livro na Saraiva, eu me apaixonei por ele.
    Fiquei doido para lê-lo e logo depois de ler essa resenha eu me apaixonei ainda mais.
    Fico feliz de saber que o tema é forte e a autora escreve maravilhosamente bem, pois isso são essenciais.

    ResponderExcluir
  12. este é um livro que eu namoro já tem um tempo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir