Pages

30 de jan de 2013

Resenha: Amante Sombrio






Titulo: Amante Sombrio

Autor: J. R. Ward


Editora: Universo dos Livros

Nº de Páginas: 448

Ano de Lançamento: 2009






Sinopse: Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou orfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos. Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.






Em meados de 2009, logo após ler Twilight e necessitar de um livro em que vampiros não fossem vegetarianos ou virassem purpurina quando expostos ao sol, foi quando li sobre Irmandade da Adaga Negra no finado Orkut e resolvi que leria a série para apagar a impressão que Meyer colocou na minha cabeça.


Esse está longe de ser meu livro favorito da série, assim como Wrath e Beth estão a léguas de ser meu shipper preferido, mas nunca é sacrifício reler uma série que tanto gosto e por ser o primeiro é especial. É nesse livro que conhecemos a Irmandade e temos o primeiro contato com os costumes e algumas tradições da raça.

O livro começa com Darius e Tohr tendo uma conversa no Screamer's a respeito de Darius pedir a Wrath, o rei da raça, que seja o macho que acompanhará sua única filha a passar pela transição. Transição é a forma que os vampiros se tornam efetivamente vampiros nessa série, eles não são criados e sim têm um gene que, por volta dos 25 anos, os fazem passar pela transição. E é por essa fase que Beth está prestes a passar, mas ela não sabe de sua ascendência, portanto não tem um macho que a alimento quando passar pela transição. Wrath se recusa a ajudá-la, mas a morte de Darius faz com que mude de idéia, mas tudo vai muito além do que imagina...


Acho que sobre o livro não vou falar mais nada, falei somente os primeiros capítulos e o que contei não compromete em nada a leitura da série, não há spoiler de nada. Entretanto, mesmo não soltando spoilers preciso falar sobre alguns pontos da série.


A Irmandade da Adaga Negra é uma espécie de exército, é o que melhor termo que veio a minha cabeça para denominar aqueles que defendem sua raça do inimigo. Quem são os inimigos? A Sociedade Redutora, que são humanos sem alma a serviço do Ômega. No começo da história a Irmandade é composta por 7 guerreiros, que logo no começo do livro viram 6, que são: Wrath, o rei cego e de quem a história é narrada em "Amante Sombrio"; Rhage, o melhor guerreiro entre eles e o mais belo (e fofo); Tohr (não errei o lugar do H não!!!), para defini-lo acho que dizer o mais "normal" dos Irmãos e também ouso dizer o mais respeitado; Zsadist, o mais letal (quem não seria com sua história?); o gêmeo de Z., Phury, o que se sacrifica pelos que ama (todos entendem isso no livro do V. e no dele); e, por fim, Vishous, o mais inteligente e, porquê não, o mais amaldiçoado (na minha humilde opinião, a maldição dele é muito pior que a de Rhage).


Os vampiros na série não são vilões como usualmente retratados, são uma sub-espécie desconhecida dos humanos. E são organizados têm realeza, nobreza, guerreiros, civis, seus inimigos e ainda uma espécie de vampiros sociopatas que são os symphath (não me lembro do termo em português, sorry!). Não vou entrar em detalhes sobre os symphath pois nesse momento não é relevante, mas nas próximas resenhas sem duvidas tratarei do assunto!

A alimentação na dos vampiros da série é também peculiar, eles não se alimentam de humanos, podem fazer isso, mas o sangue humano é fraco e não os mantêm fortes por muito tempo, para isso precisam se alimentar de sangue vampiro do sexo oposto.


Esqueci de falar ESSA SÉRIE NÃO É PARA ADOLESCENTES, não tem nada de "Twilight" ou "Diários do Vampiro". O livro não seria recomendado para menores de 18 aos, o livro é hot.


Bem, hoje já li esse livro na edição nacional e na original e posso dizer que a nossa tradução é bem suavizada, não temos palavrões e isso perde a essência SIM do texto original (se alguém acha que uma casa com 6 homens, cheios de testosterona o palavreado é “caramba” e “seu filho da mãe”, por favor acorde!!!). Outro porém são os erros de gênero, me recordo de 2 de mulheres falando obrigado. Não sei dizer se teve tiragem posterior a minha corrigindo isso, mas como reparei isso no meu exemplar achei válido comentar.

Vou colocar agora quais livros fazem parte da série e os respectivos títulos originais, essa série para quem lê em inglês é daquelas que recomendo ler em inglês sem perder tempo. Os livros da série são:


Amante Sombrio (Dark Lover)
Amante Eterno (Lover Eternal)
Amante Desperto (Lover Awakened)
Amante Revelado (Lover Revealed)
Amante Liberto (Lover Unbound)
Amante Consagrado (Lover Enshrined)
Irmandade da Adaga Negra: Guia Oficial da Série (The Black Dagger Brotherhood: An Insider's Guide)
Amante Vingado (Lover Avenged)
Amante Meu (Lover Mine)
Amante Libertada (Lover Unleashed)
Amante Renascido (Lover Reborn)
Lover at Last (lançamento nos EUA em março de 2013)


Por hoje é isso, logo tem resenha do livro dois da série "Amante Eterno"!

Beijos,



6 comentários:

  1. Poxa, queria muito ler está serie, porem estou fugindo de series no momento. Já li uma serie parecida com essa e não gostei, então não sei se gostarei desta.

    ResponderExcluir
  2. Nossa senhora to louca para começar a ler essa sério, o problema é que são muitos volumes e eu não dou conta de comprar isso tudo. hahah
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Não sei pq, mas sempre achei que vampiros não tinham sangue, mas tbm nunca achei q eles brilhassem, então vale tudo heheh

    Achei bastante interessante a série, mas me desanimou quando vi a quantidade de livros que ela tem.

    ResponderExcluir
  4. Mais uma série enorme heim, tô fora, rsrs.

    ResponderExcluir
  5. Amooooo o REI é TDB em português, ingles, italiano espanhol e seja lá em que idioma seja!!rsrsr

    ResponderExcluir