Pages

6 de fev de 2013

Resenha: Amante Eterno




Titulo: Amante Eterno

Autor: J. R. Ward

Editora: Universo dos Livros

Nº de Páginas: 448

Ano de Lançamento: 2010





Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...



O segundo livro narra a história de Rhage, eu que não sou grande fã de loiros esse me deixou meio apaixonada (mesmo que minha paixonite dessa série seja na realidade o Vishous, mas isso é assunto para outro post, ou melhor outro livro). Rhage é mais belo dos irmãos e o melhor dos guerreiros, mas traz consigo uma maldição por ter ofendido a divindade de sua raça, a Virgem Estriba. Sua maldição consiste em liberar uma besta que não consegue controlar quando não está estável emocionalmente, e para manter a besta saciada Rhage a alimenta com lutas e sexo. 

Mary, a mocinha da história, é uma humana que acaba de descobrir que seu câncer retornou. Ela conheceu Rhage quando acompanha John Matthew e Bela ao centro de treinamento da Irmandade. O guerreiro se apaixona pela humana e começa a desobedecer ordens, pois é ordenado a ele que apague a memória dela e ele não o faz.

Não vou falar mais sobre o enredo, porque acabaria falando algo importante. Gosto bastante dessa história, o Rhage é tão fofo cuidando da Mary e abrindo mão do que mais deseja em toda a sua vida por amor. É impressionante como Rhage aceita bem o amor que sente por Mary e não luta contra isso, ele precisa é lutar contra a imposição de não se relacionarem com humanos. Se tivesse que escolher uma palavra para descrever o livro seria fofo, o muito mais que hot que usei para descrever o anterior (não que esse também não seja). 

Mais uma vez na minha edição houveram erros de português, como disse no outro post a leitura não fica prejudicada, mas mais atenção dos revisores seria bom. E quanto a tradução, as suavizações também ocorreram nesse livro, então se puderem leiam em inglês!



Vou colocar agora quais livros fazem parte da série e os respectivos títulos originais, destacando o que foi resenhado hoje. Mais uma vez reforço, essa série para quem lê em inglês é daquelas que recomendo ler em inglês sem perder tempo. Os livros da série são:



Amante Sombrio (Dark Lover)
Amante Eterno (Lover Eternal)
Amante Desperto (Lover Awakened)
Amante Revelado (Lover Revealed)
Amante Liberto (Lover Unbound)
Amante Consagrado (Lover Enshrined)
Irmandade da Adaga Negra: Guia Oficial da Série (The Black Dagger Brotherhood: An Insider's Guide)
Amante Vingado (Lover Avenged)
Amante Meu (Lover Mine)
Amante Libertada (Lover Unleashed)
Amante Renascido (Lover Reborn)
Lover at Last (lançamento nos EUA em março de 2013)


Por hoje é isso, logo teremos a resenha de "Amante Desperto", o terceiro volume da série!

Beijos,






4 comentários:

  1. Thaís estou fugindo de séries e essa é bem extensa heim!

    É tão chato quando encontramos erros de português, aff!

    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Sempre ouço grande elogios a essa série, mas nunca me senti motivada a lê-la.
    Um dos motivos é a extensão. Acabamos ficando prensos a série, não curto muito isso.
    Adorei a resenha!
    Grande beijo!

    Camila - Meu Livro Cor-de-Rosa
    http://meulivrocorderosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estou adorando esta série. Espero que este ano leia bem mais deles.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Estou louca para começar a ler essa série. A temática é minha favorita.
    beijos

    ResponderExcluir