Pages

14 de ago de 2012

Resenha: A Filha da Minha Mãe e Eu



Autora: Maria Fernanda Guerreiro

Editora: Novo Conceito

Categoria: Literatura Nacional

Nº de Páginas: 272

Ano de Lançamento: 2012






Sinopse: Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.


Quando peguei esse livro para ler, fiquei meio de pé atrás com ele, por achar que esse é um tema repetitivo demais. Agora depois de terminar a leitura posso dizer com todas as palavras que me enganei completa e totalmente.

O livro fala sobre a vida da jovem Mariana, uma menina inteligente, boa filha, boa irmã, com um coração bom. Que por outro lado tem uma relação digamos no mínimo distorcida com a mãe Helena, eu odiei ela por grande parte do livro. Gente que mãe é essa que faz a filha sofrer, não dá amor, atenção, carinho, cuidados.

Fiquei com pena da Mariana em algumas partes. O livro mostra o crescimento e o amadurecimento dela. De como ela lhe dá com as coisas ao seu redor, não gostei muito do irmão dela o Guga, achei ele fraco, medroso, enjoado que chegada a me dá nos nervos em algumas partes.

Gostei do pai dela o apesar dele ser meio bobo às vezes. Ela se dá muito bem com o pai justamente por não ter isso com a mãe. Acontecem muitas coisas na vida da Mariana, amores, desilusões, sofrimentos, perdas, mentiras e tudo isso faz ela crescer como pessoa.
Durante a leitura eu pude ver e entender junto com a própria Mariana o porquê da mãe dela fazer algumas coisas. E ter uma relação tão complicada com a filha. Já quase no final do livro eu não odiava, mas tanto a Helena.

A autora tem um jeito fácil de escrever que deixa você gostar de ler. O livro é curto e a leitura não é cansativa. Para mim foi difícil porque me dou muito bem com minha mãe, desde criança e depois que fiquei mais velha nos entendemos melhor. Mas sei que isso não acontece com todo mundo o que é uma pena.

Eu indico para quem gosta de uma estória sobre pessoas de verdade, com dramas, sofrimentos e superação de verdade.
Gostei bastante do livro. É mais um talento da nova literatura nacional que vale a pena ser lido.  

Bom gente é isso. 

Beijos a todos.

Fiquem bem.

14 comentários:

  1. Sua resenha ficou ótima, porém continuo sem vontade de ler esse livro. Acho que não irei gostar por causa do tema.
    Beijos, Carol.

    ResponderExcluir
  2. Isso que você falou de "estória sobre pessoas de verdade, com dramas, sofrimentos.." me lembrou os livros maravilhosos da Emily Giffin. Tenho vontade de ler A filha da minha mãe e eu, mais por ser um livro da Novo Conceito, já que eu amo quase todos os livros da editora *-* rsrs. E agora sabendo o assunto me interessei até um pouco mais. Como você, também sempre me dei bem com a minha mãe, mas sei que isso não acontece em muitas famílias, o que é muito triste :/
    Gostei da resenha ^^

    Beijos, @flafsbp

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga!
    Bela resenha. Este livro parece ser emocionante, que nos faz pensar.
    Mas não sei, ainda não senti vontade de lê-lo.

    Bjinhs*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. É a primeira resenha positiva que leio deste livro. Ainda bem, pq eu estou doida pra ler!!!
    Amei a resenha, adoro temas assim, bem realistas!!

    Adorei viu!!

    Bjkas

    ResponderExcluir
  5. Ja tenho o livro mais ainda não disponibilizei tempo pra me concentrar nele ! Parabens pela resenha mana agora você me deixou animada pra ler esse livro !

    ResponderExcluir
  6. Não sei porque não consegui sentir vontade de ler este livro... A história não me empolgou...

    ResponderExcluir
  7. Jaira já li algumas resenhas desse livro que me deixaram com os dois
    pés atrás, e ele não me chama tanta atenção.
    Mas pelo que você disse parece ser bom.

    @Agda01

    ResponderExcluir
  8. Quero ler o livro, mas não imediatamente... ainda tó com um pouco de receio para começar a lê-lo..Não gostei muito da história...

    ResponderExcluir
  9. Ganhei esse livro num Top Comentarista e pretendo ler em breve. Não é o livro pelo qual tenha me apaixonado, e assim como tu me dou super bem com a minha mãe, mas tenho curiosidade pela história!

    ResponderExcluir
  10. Ok, esse eu achei fofo. Gostei do livro e até me identifiquei um pouquinho. Gostaria de ler, parece ser bem legal.

    ResponderExcluir
  11. Adoro livros que mostram um drama mais perecido com a vida real. Quem nunca teve problemas de relacionamento com a mãe não é!?


    Um leve bater de asas para todos!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi flor!!

    Acho super válido ler livros com temas um pouco mais 'reais', acaba que a gente sempre aprende alguma coisa, é importante!!
    Quero ler o mais rápido possível!!
    A literatura nacional está cada vez mais conhecida!!

    Beijoos

    ResponderExcluir
  13. Já tenho esse livro aqui em casa e espero lê-lo em breve. Minha irmã já leu e adorou. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  14. Mas um livro da Novo Conceito que quero ler. É tão bom saber a leitura não é cansativa e eu gosto de uma estória sobre pessoas de verdade, com dramas, sofrimentos e superação de verdade como você citou na resenha.
    E viva a literatura brasileira \o/

    ResponderExcluir