Pages

13 de fev de 2013

Resenha: Amante Desperto





Titulo: Amante Desperto

Autor: J. R. Ward

Editora: Universo dos Livros

Nº de Páginas: 464

Ano de Lançamento: 2010





Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. 

Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...



O livro do Zsadist começa desenvolvendo a história final do livro dois, o sequestro de Bella e a incessante busca de Z por ela. Para tentar descobrir seu paradeiro ele caça redutores esperando que algum deles saiba onde ela está. Bella ao contrário do que todos pensam não está morta e sim é mantida em cativeiro pelo redutor que a sequestrou por achá-la parecida com sua falecida esposa.


Sabe aquela série que você começa e logo se intriga por um personagem e torce para ele ser melhor apresentado logo? Então foi o que eu senti quando logo no primeiro livro aparece o "desumano" Z e seu gêmeo Phury, esses dois personagens foram uns dos que me chamaram atenção logo de cara.


Zsadist foi rapitado de sua família quando era bebê por uma empregada da família e quando a mulher morreu foi vendido como escravo, durante toda a vida foi o garoto da cozinha; porém após sua transição sua Ama o converteu em escravo de sangue e o usava para outros fins. Depois de um século de cativeiro ele é descoberto e resgatado por seu irmão gêmeo, que desde o primeiro livro você percebe que é alguém que sempre coloca os outros acima de si mesmo.


A história dos dois gira em torno de traumas de cem anos sendo abusado sexualmente, o que acontece com uma pessoa que perde as esperanças de ser alguém e não um objeto, o sentimento de estar sujo por tudo o que lhe ocorreu e o de não se achar digno de nada.
Tudo isso é explorado no livro e o desenvolvimento de um personagem descobrindo-se um ser humano capaz de amar, ser amado, que alguém saiba o que lhe ocorreu e não sinta nojo dele, que ele é capaz de ter uma vida como todos os outros.

Preciso admitir que nas cenas do Redutor com Bella eu chegava a rir, não que as cenas fossem engraçadas, longe disso, mas era impossível imaginar um Redutor chorando porque uma mulher recusou seus presentes ou se recusa a falar com ele é um pouco cômico. O livro tem uma carga emocional carregada, desde de jeito que o Redutor trata Bella as descobertas do passado dos gêmeos. 

Esse livro é emocionante por toda a descoberta do Zsadist de que por pior que tenha sido o passado dele ele não precisa viver para amarrado ao passado para sempre. Esse, como já disse, é o livro que mais recomendo da série.


Nesse livro temos, também, o "início" de toda a ida de Phury ao fundo do poço o que vai se desenvolvendo nos próximos dois livros até chegar ao que ele mesmo protagoniza, o sexto da série.


Para fechar acho que a frase que marca qualquer um que lê o livro é quando o título do livro aparece nas palavras do próprio Zsadist, quando ele diz a Bella: "Quando me encontrou, eu estava morto, embora respirasse. Estava cego, embora pudesse ver. E então você chegou... e eu fui despertado". 

Não é pra emocionar qualquer um?


Vou colocar agora quais livros fazem parte da série e os respectivos títulos originais, destacando o que foi resenhado hoje. Mais uma vez reforço, essa série para quem lê em inglês é daquelas que recomendo ler em inglês sem perder tempo. Os livros da série são:


Amante Sombrio (Dark Lover)
Amante Eterno (Lover Eternal)
Amante Desperto (Lover Awakened)
Amante Revelado (Lover Revealed)
Amante Liberto (Lover Unbound)
Amante Consagrado (Lover Enshrined)
Irmandade da Adaga Negra: Guia Oficial da Série (The Black Dagger Brotherhood: An Insider's Guide)
Amante Vingado (Lover Avenged)
Amante Meu (Lover Mine)
Amante Libertada (Lover Unleashed)
Amante Renascido (Lover Reborn)
Lover at Last (lançamento nos EUA em março de 2013)

Por hoje é isso, logo teremos a resenha de "Amante Revelado", o quarto volume da série!

Beijos,



5 comentários:

  1. Aiiiii aiii... suspira...
    AMigaaa... eu sou apaixonada pelos IANS né...etão tudo que eu falar é pouco...Particularmente, o livro do Zsadist foi um dos que mais gostei.

    Beijinhos

    TeLa
    Penseira Literária

    ResponderExcluir
  2. Esta série é ótima, não é a toa que tem muitos fãs.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Apesar de todos os elogios não consigo ter interesse em ler essa série...

    ResponderExcluir
  4. A histrória parece ser interessante, mas a resenha não chegou a despertar minha curiosidade a ponto de ler essa obra.

    ResponderExcluir
  5. Como eu disse antes eu sou louca por essa série, por ser uma das minhas temáticas preferidas, mas o que me desanima é o tamanho dela.
    beijos

    ResponderExcluir